Seis por metade de meia duzia...

"aquilo que se faz por amor está além do bem ou do mal". - Nietzsche

terça-feira, 27 de maio de 2014

APICUM-AÇU - policial é condenado no Tribunal do Júri por atuar ilegalmenete

Mapa Apicum-Açu

Em duas sessões do Tribunal do Júri, em Apicum-Açu (termo judiciário da Comarca de Bacuri), foram condenados por homicídio qualificado os réus Josimar Penha Azevedo (21 de maio) e Gilson Carlos Oliveira (14 de maio).

No dia 21 de maio, o policial Josimar Penha Azevedo, 46, foi condenado a 14 anos de reclusão pelo crime de homicídio qualificado por motivo que tornou impossível a defesa de José Hilton Reis Costa.
Segundo a titular da Promotoria de Justiça da Comarca de Bacuri, Alessandra Darub Alves, a vítima brigou com terceira pessoa por causa de um porco. Em seguida, eles saíram, armaram-se de facões, voltando a brigar.

A polícia foi chamada, mas os ânimos já estavam pacificados. O policial desceu da moto e anunciou que mataria José Hilton. A vítima estava se afastando do local quando foi chamada pelo policial, que lhe desferiu um tiro na boca. A vítima morreu na hora.

A representante do MPMA destaca o fato de que a defesa de Josimar apresentou cinco teses diferentes. "Mesmo com essas tentativas, a sociedade compreendeu muito bem a tese do Ministério Público, resultando na condenação do réu", relata a promotora.
RÉU FORAGIDO

No dia 14 de maio, Gilson Carlos Oliveira, 21, conhecido como "Neguinho", foi condenado a 12 anos de reclusão, em regime fechado, pelo homicídio de Denis Sabóia Alves. O réu está foragido.
As sentenças dos dois julgamentos foram proferidas pelo juiz Marcelo Santana Farias.
Apicum-Açu fica a 527 km de São Luís.
Redação: CCOM-MPMA

Nenhum comentário:

Faça seu pedido de amizade no FACEBOOK...

Click na imagem...