sábado, 27 de setembro de 2014

212 SENADOR - A vida não é só trabalho e estudo, também é entretenimento. No Senado Federal vou lutar pelo incentivo ao esporte. Principalmente aqui no Maranhão. Senador Você já sabe. 212 Evan de Andrade - é só confirmar!

video




A vida não é só trabalho e estudo, também é entretenimento. No Senado Federal vou lutar pelo incentivo ao esporte. Principalmente aqui no Maranhão. Senador Você já sabe. 212 Evan de Andrade - é só confirmar!
— com Evan de Andrade Senador 212.

212 SENADOR - Lutarei em Brasília por cinco helicópteros de EMERGÊNCIA. São Luís, Imperatriz, Caxias, Balsas e Presidente Dutra receberam helicópteros

Lutarei em Brasília por cinco helicópteros de EMERGÊNCIA. São Luís, Imperatriz, Caxias, Balsas e Presidente Dutra receberam helicópteros / para salvar vidas mais rápido em todo Maranhão. Me dê uma chance. Evan de Andrade SENADOR 212.

terça-feira, 23 de setembro de 2014

REVOLTANTE - PM mata camelô

Um PM executou sumariamente um camelô, em SP. As imagens não mostram situação de legítima defesa (porque o camelô não avançou contra o policial, sim, tentou retirar-lhe o “spray”). Ele foi preso em flagrante. Qual o significado social e político dessa execução sumária? Nenhum. Pobre quando mata pobre faz a alegria do nobre. Todos deveríamos ser “animais domesticados” (Nietzsche). Os pobres, no entanto, para nossa elite dirigente, devem ser menos domesticados (a escola pública que temos é a prova maior dessa assertiva; a falta de bom treinamento dos policiais antes de saírem para as ruas, armados, constitui outro exemplo – veja o estudo realizado com 21.101 policiais militares, civis, federais, rodoviários federais, bombeiros e peritos criminais de todos os Estados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, pelo Centro de Pesquisas Jurídicas Aplicadas da Fundação Getúlio Vargas e pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (veja UOL).
 
Seja quando um PM mata um pobre, seja quando um pobre mata um PM (dizem que para cada 4 civis mortos, assassina-se um PM – veja recente matéria da BBC), nenhuma diferença faz para a política estatal genocida, fundada no segregacionismo, na discriminação, na desigualdade e no total desrespeito aos direitos dos pobres e dos policiais. Todos eles no Brasil são homo sacer (pessoas que podem ser exterminadas, em regra impunemente, – veja Agamben).
 
De acordo com a ótica deplorável da nossa elite aristocrática, a morte do pobre significa um “animalzinho” a menos. Só um a menos (no grupo dos pobres ou nas fileiras da PM), e a vida segue. A relevância, em 2014, do assassinato de um pobre ou de um PM (para a elite dirigente) é a mesma da morte dada a um escravo pelo seu senhor de engenho na época colonial. Tudo caminha de acordo com a tradição. A elite está ignorando que por detrás dos ratos mortos há uma grande peste, que mata todo mundo (veja A peste, de Albert Camus). Historicamente, toda indignação insuportável sempre chegou a uma revolta (que um dia poderá unir o pobre e a polícia). Quando, onde, de que modo? É sempre difícil saber.
 
Vários jornais noticiaram o enorme desfalque que a pirataria vem causando aos cofres públicos e aos fabricantes legalizados (R$ 782 bilhões por ano – Valor 17/9/14: A2). Vejamos a descrição dessa roubalheira pirata (a pesquisa é da FGV e do Etco): a indústria e o fisco perderam mais R$ 30 bilhões em 2013, com contrabando, sonegação, pirataria e falsificação; indústria de óculos: R$ 8 bilhões; produtos de limpeza: R$ 2,24 bilhões; perfumes: R$ 2,5 bilhões; cigarros: R$ 4,8 bilhões; TV por assinatura: R$ 1,8 bilhões. A ilegalidade está diretamente ligada à sonegação fiscal, perda de empregos formais e riscos ao consumidor. O contrabando paraguaio seria responsável por mais de R$ 20 milhões de sonegação.
 
Na Escandinávia, pelo grau da sua civilização, o fisco partiria devassadoramente para cima dos sonegadores e fraudadores; no Brasilquistão, a PM sai matando os camelôs nas ruas fora da situação de legítima defesa. Os camelôs são, no entanto, a ponta final da fraude, que conta com a conivência de 68% dos adultos brasileiros, que compram produtos pirateados – veja Datafolha.
 
O Estado brasileiro (um simulacro de Estado, na verdade), comprado vergonhosamente pelos fraudadores-financiadores das campanhas eleitorais, nada ou pouco faz contra os criminosos de cima. Porque se trata de uma roubalheira de gente grande (que integra e comanda o Estado, formando um enorme crime organizado). A PM não chega nessa elite (porque ela foi programada para cuidar da patuleia).
 
Luiz Flávio Gomes
Professor

Wellington do Curso realiza campanha em Cantanhede e Pirapemas.

Durante esse final de semana, o candidato a deputado estadual, Wellington do Curso (PPS) visitou os municípios Cantanhede (169 km de São Luís) e Pirapemas (191 km). Esteve também em alguns povoados da região, entre eles, Santa Tereza e Vila do Mato, onde vivenciou pessoalmente a realidade que poucos conhecem. 

Wellington manteve uma aproximação com a população de Cantanhede durante toda a semana, através de uma equipe de colaboradores que realizou os trabalhos de divulgações em carros de som e panfletagem. Devido ao grande carinho que recebeu na cidade, Wellington adaptou sua agenda para dar mais atenção ao município.
 
Sandro Sousa, que é um dos multiplicadores da campanha de Wellington na região visitada, fez questão de reunir pessoas da comunidade, que atentamente o receberam e pararam para ouvi-lo.

Sempre "com os pés no chão", Wellington do Curso vem alertando aos eleitores maranhenses sobre a necessidade de se fazer um novo jeito de fazer política que combata a corrupção eleitoral. Na oportunidade, falou também sobre sua trajetória de vida e todos os desafios que teve que enfrentar no decorrer dos anos.
 
Em discurso, o candidato reafirmou que a comunidade precisa "acordar" e se envolver mais na Política, pois tudo passa por ela. 
 
"É através da política honesta que se concretizam os ideais sociais políticos. A responsabilidade não está só nas mãos de um prefeito ou de um governo, mas com cada um de nós e uma dessas ferramentas é o voto consciente. Precisamos acordar e votar em quem realmente tem compromisso com o povo do Maranhão e não com seus próprios interesses ou por acordos políticos. Não podemos deixar de ter esperança! Precisamos acreditar e nos empenhar, pois só através das atitudes é que se acontece a verdadeira mudança", enfatizou Wellington do Curso.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

“Brasil acompanha eleição no Maranhão. E queremos eleições limpas”, diz representante da OAB nacional

Entidades da sociedade civil e ativistas de movimentos sociais realizaram nesta quarta-feira, no Hotel Abbeville, em São Luís, ato por eleições limpas no Maranhão. Instituições como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), União Nacional dos Estudantes (UNE), Centrais Sindicais e Instituto Barão de Itararé pela Democratização da Mídia discutiram a necessidade da mobilização social para assegurar que a vontade dos eleitores maranhenses possa ser garantida nas eleições desse ano.
O representante da OAB nacional, Aldo Arantes, destacou que “o Brasil acompanha com atenção o desenrolar do processo eleitoral no Maranhão. Por isso estamos aqui contribuindo para exigir que as eleições sejam limpas”.
Para a presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), Virginia Barros, o “processo democrático no Maranhão precisa se expressar plenamente, e a juventude está empenhada e ativa nesse novo momento histórico no estado ”.
O presidente da seccional da OAB no Maranhão, Mario Macieira, disse que a instituição sempre teve um papel destacado para assegurar e preservar as instituições democráticas e por isso se empenhará e participará do processo de fiscalização das eleições.
A representante do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, Renata Mielli, fez um apanhado da cobertura jornalística das eleições por órgãos de comunicação no estado para demonstrar o alto grau de unilateralidade desses meios de comunicação, como o jornal O Estado do Maranhão (EMA) e TV Difusora, ligadas às famílias Sarney e Lobão.
Durante suas intervenções, alguns oradores se referiram ao fato de que uma empresa (Atlântica) historicamente ligada a figuras politicas da oligarquia seja a que vai proceder ao manuseio das urnas eletrônicas, deslocando-as para o interior e dando todo o suporte logístico. “Não vamos aceitar que haja fraude. O processo de licitação que escolheu a empresa foi eivado de irregularidades e já denunciamos isso ao TSE que esta analisando o caso”, disse o secretario de comunicação do PCdoB, Egberto Magno.
Estiveram presentes ao evento, também, o Juiz Holidice Cantanhede, representante da Associação dos Magistrados do Maranhão, além de entidades como a CUT, CTB, Fetaema, UJS, entre outras entidades. Uma série de atividades esta sendo agendada para que seja garantida eleições limpas no estado.

Prefeitura abre 30 vagas para estágio em diversas áreas

A Prefeitura de São Luís, por meio do Instituto de Previdência e Assistência do Município (Ipam), lançou edital para abertura de inscrições do processo seletivo simplificado para seleção de 30 candidatos às vagas de estágio curricular não obrigatório. O presidente do Ipam, Raimundo Penha, informou que as atividades serão desenvolvidas do dia 13 de outubro deste ano até 12 de abril do próximo ano. Os estudantes selecionados receberão uma bolsa estágio de R$ 600 mais auxílio transporte no valor de R$ 60.

As vagas são destinadas a estudantes de cursos de graduação nas seguintes áreas: Administração (8), Biblioteconomia (4), Ciências Contábeis (4), Direito (4), Educação Física (4), Enfermagem (2) e Serviço Social (2). Para cada curso, metade das vagas serão para o turno matutino e a outra metade, para o vespertino. Também há uma vaga para Comunicação, no turno vespertino, e uma para Economia, também para o turno vespertino.

As inscrições poderão ser realizadas a partir da próxima segunda-feira (15) até o dia 19 deste mês, das 13h às 18h, na sede da Perícia Médica do Ipam, na Avenida Beira-Mar, próximo ao antigo Casino Maranhense. Os candidatos devem levar os documentos necessários, conforme consta no edital.

O processo seletivo simplificado será realizado em duas etapas. Após análise curricular, os candidatos selecionados participarão de entrevista nos dias 29 e 30 deste mês. Será selecionado para a etapa de entrevista o dobro dos candidatos por vaga, obedecendo à ordem de classificação. O resultado final da seleção será divulgado no dia 6 outubro. Os estagiários participarão de treinamento e iniciarão suas atividades no dia 13 de outubro.

Em conformidade com a Lei Federal nº. 11.788/2008, o seletivo é regido pelo edital nº 01/2014 e seu anexo I, publicados no Diário Oficial do Município e também disponíveis na sede do Ipam, no Centro. Para concorrer a uma das vagas, o candidato precisa estar regularmente matriculado em curso de graduação objeto da seleção e atender aos pré-requisitos de acordo com a tabela de vagas.

Intensificando campanha, Wellington do Curso apresenta suas propostas à Baixada Maranhense

Receptividade, carinho, saudações com palavras, abraços e declarações de voto e apoio marcaram as ações e visitas do candidato a deputado estadual, Wellington do Curso (PPS) à Baixada Maranhense, onde recebeu o carinho e fortes apoios das populações que acreditam no seu jeito novo de fazer política.

Para Karol, uma jovem moradora da cidade Pinheiro, Wellington é um candidato que sintetiza a nova política maranhense, pois conhece a realidade dos municípios do Estado e tem as credenciais para representar o povo na Assembleia Legislativa, sempre defendendo os interesses das populações mais pobres.

Nesse final de semana, o candidato concentrou as atividades de campanha realizando caminhadas, corpo a corpo e reuniões nos bairros das cidades
Pinheiro, Viana, Matinha, Arari e Vitória do Mearim, além de participar também das festividades do aniversário de 19 anos de Olinda Nova.

Desde o início de sua campanha, Wellington do Curso tem iniciado incansavelmente suas atividades diárias visitando feirantes e demais trabalhadores que desenvolvem suas funções antes mesmo do nascer do sol. Diariamente, as ações do candidato em diversos pontos da capital maranhense e nas cidades por onde tem passado, tem se estendido até o final do dia para contemplar a todos que querem ouvir suas propostas.

Além das caminhadas, as visitas aos trabalhadores de diversos segmentos, profissionais liberais, estudantes e membros de associações também são uma forma de Wellington apresentar as suas propostas e conhecer de perto a realidade das comunidades, que tem se mostrado satisfeitas com o desempenho e a dedicação dele, que segue com otimismo na luta por uma vaga no Legislativo Estadual.

Faça seu pedido de amizade no FACEBOOK...

Click na imagem...