Seis por metade de meia duzia...

"aquilo que se faz por amor está além do bem ou do mal". - Nietzsche

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Viaduto Desaba em BH: Uma Tragédia anunciada


Desde o início das obras em torno da realização da Copa do Mundo, temos denunciado a farra e a irresponsabilidade com  que os Governos tem efetuado  tais “investimentos”.

As imagens do desabamento de um viaduto inteiro, de cerca de 100 metros de comprimento, na principal via de acesso do aeroporto internacional ao estádio Mineirão, sobre um micro-ônibus e automóveis, vitimando  fatalmente dois trabalhadores correu toda a imprensa internacional e chamou a atenção para a precariedade, pressa e falta de fiscalização das mesmas.

Há cerca de seis meses, outro viaduto, construído pela mesma empresa, apresentou dilatação de mais de 30 cm em sua base estrutural, obrigando os órgãos de fiscalização a embargarem a obra por falta de segurança. À época, a Prefeitura de Belo Horizonte dificultou o acesso da imprensa ao local e mesmo com pareceres do Tribunal de Contas do Estado de MG, que indicavam indícios de superfaturamento e outras irregularidades; nada foi apurado de fato.

Agora, com o desastre que coloca no olho do furacão as contradições gritantes sobre os gastos da COPA e a forma como foram executadas, todo mundo posa de santo, faz discurso e quer se eximir de sua responsabilidade.

Governo Federal, financiador da empreitada, se exime de responsabilidades. A Prefeitura de BH, executora e administradora, rebate as responsabilidades à empresa. Membros da oposição (PT, PCdoB e PMDB) ao prefeito de BH, Márcio Lacerda (PSB/ PSDB), atacam a prefeitura e prometem CPI. A imprensa tucana e aecista exime o Governo do Estado.

Mas o fato é que temos aqui um bom exemplo de como andam juntos a corrupção moral dos partidos da ordem burguesa, a hipocrisia e a malversação do dinheiro público, pois a empresa responsável pelo projeto e execução técnica destas obras, a COWAN/SA, financiou, de acordo com o banco de dados do TRE-MG as campanhas do PMDB  (R$ 1.826.264,29), PCdoB (R$ 500.000,00) e PSDB (R$ 500.000,00) no último pleito eleitoral!

O conluio e cumplicidade entre esses partidos e as empreiteiras que se beneficiaram da farra de gastos que a Copa proporcionou, vem agora à tona, em um misto de hipocrisia e corrupção, levando-se em conta todas as denúncias anteriores e a falta de fiscalização que os órgãos responsáveis deveriam ter realizado desde o início desses projetos.

Enquanto isso, o caos e o sucateamento nos serviços públicos estão instalados, com o consecutivo sucateamento e achatamento salarial de seus servidores. Os sem-teto são desalojados e perseguidos como se fossem bandidos e toda e qualquer manifestação de denúncia contra as contradições da Copa das empreiteiras é duramente reprimida.

O PCB-MG solidariza-se com todas as vítimas desse ato criminoso da ação mafiosa dos Governos, empreiteiras e Partidos da ordem burguesa, que se instalaram no Poder - principalmente PSB, PCdoB, PT, PMDB, DEM e PSDB - e estão promovendo a maior farra de desvio de recursos públicos da história dessa cidade.

Exigimos a imediata apuração e responsabilização de todos os envolvidos nessa promiscuidade entre Poder Público e as Empresas que estão envolvidas nas obras da Copa, inclusive na reforma do estádio Mineirão, conduzida pelo Governo do PSDB, tendo à frente o filho do atual prefeito de Belo Horizonte – homem de confiança de Aécio e da FIFA-. Denunciamos, mais uma vez, o atrelamento descarado que os Partidos que estão no poder, em todos os âmbitos, mantêTm com as empreiteiras, bancos, latifúndios, mineradoras e demais setores da burguesia via financiamento de campanhas eleitorais, em um processo viciado, inescrupuloso que desmascara a farsa da democracia burguesa.

PCB – MINAS GERAIS.


Nenhum comentário:

Faça seu pedido de amizade no FACEBOOK...

Click na imagem...