Seis por metade de meia duzia...

"aquilo que se faz por amor está além do bem ou do mal". - Nietzsche

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Juscelino participa da Marcha dos Prefeitos e comenta o Pacto Federativo



O deputado Juscelino Filho (PRP-MA) participou na manhã desta quarta-feira (27) da XVIII Marcha dos Prefeitos, promovida pela CNM (Confederação Nacional dos Municípios) e por seus diversos parceiros. O parlamentar participou do painel “Pacto Federativo e o Congresso Nacional”, com a presença do Senador Renan Calheiros, presidente do Senado Federal; do deputado Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados; de Paulo Ziulkoski, presidente da CNM; do deputado Francisco Danilo Bastos Forte, presidente da Comissão Especial do Pacto Federativo; do deputado André Moura, relator da Comissão Especial do Pacto Federativo; do senador Fernando Bezerra Coelho, titular na CEAPF (Comissão Especial para o Aprimoramento do Pacto Federativo) e o deputado federal Mendonça Filho, líder do (DEM) Democratas.

photo331846349319415962
Na mesma data, Juscelino escreveu um artigo sobre o tema destaque no evento:

“Uma nação moderna respeita os que a formaram no passado, os que a sustentam no presente e os que irão garantir adiante seu futuro. Uma federação equilibrada não pode tratar seus cidadãos de modo desigual, eles não podem ser divididos perversamente entre os que dela usufruem e os que dela são órfãos abandonados. Um país que quer fazer jus ao título de república precisa assegurar que os direitos do seu povo sejam preservados, onde ele estiver, especialmente nas circunstâncias mais difíceis.

Uma democracia sólida, madura e institucionalizada se faz com senso de justiça, espírito público, visão de coletividade e oportunidades dadas a todos na sociedade. Uma economia saudável não pode priorizar o dinheiro, o lucro ou o mercado em detrimento da pessoa humana, é incompatível com a função social do capital e com a crença religiosa de sua maioria cristã. Um desenvolvimento sustentável tem de aproveitar com sabedoria o que a natureza disponibiliza, valorizar o talento e a capacidade, recompensar o esforço e dividir a riqueza gerada. Além de ser uma imposição constitucional, a justa distribuição de recursos nacionais entre a União, os estados e os municípios é o que desejam, exigem e merecem os brasileiros, principalmente os mais pobres, os que residem nas áreas mais carentes.

Como médico e como deputado federal me sinto na obrigação de defender a prioridade para a saúde, em toda a sua complexidade e abrangência, desde o saneamento básico e o fornecimento de água potável, a prevenção, a atenção primária e a rede ambulatorial e hospitalar o mais perto possível de onde as pessoas moram.”

Nenhum comentário:

Faça seu pedido de amizade no FACEBOOK...

Click na imagem...