Seis por metade de meia duzia...

"aquilo que se faz por amor está além do bem ou do mal". - Nietzsche

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Agora lascou: Justiça Federal executa Luis Cardoso a pagar R$ 86 mil

De ordem da Justiça Federa, 11ª Vara, recebi uma execução fiscal para que pague no prazo de cinco dias uma dívida ao valor de R$ 86.424,53, com juros, multa de mora, encargos, acrescidas de custas judiciais e honorários advocatícios.

Fui alertado também que não ocorrendo o pagamento da dívida, nem a garantia da execução, será efetivada a penhora sobre meus bens. Como não disponho de tais recursos e fui informado que não cabe mais recursos, só me resta apelaa a Deus, com quem converso todos os dias para agradecer, principalmente, e fazer algumas solicitações.

Esse é o retrato de como as coisas não funcionam neste país ou de como funcionam de forma completamente equivocada. Por causa desse pensamento, posso obter gratuitamente outra condenação. E, talvez, mais pesada.

Pois bem. Em 2012 mostrei aqui no blog uma golpe dado pelo PT dirigido pelo ex-vice-governador e atual conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão, Washington Oliveira. Ele contratou uma gráfica para campanha de seus candidatos e pagou com cheques sem fundo. Publiquei os documentos.

Na condição de candidato a prefeito de São Luís, ele entrou com uma ação contra o blog. O prazo dado para a defesa era de 24h e eu não estava na capital. E fui condenado a pagar o maior valor estipulado no Brasil naquela campanha eleitoral: R$ 53 mil. Recorri, mas a decisão foi mantida.

Nunca, em tempo algum, soube se foi estipulado o prazo para pagamento. Passados três anos, eis que recebo a ordem para pagar à União a quantia, acrescida de R$ 12 mil de encargos da dívida e mais R$ 10 mil de juros.

Em seguida vem mais outras cobranças de multas trabalhistas de uma empresa que tem muitos anos que não faço mais parte dela como sócio, o Jornal Atos e Fatos. Uma cobrança equivocada que fez minha conta continuar bloqueada até o presente momento, inclusive subtraindo da conta salário.

Como não tenho esse montante e não há mais como recorrer (meus advogados informaram que nem ao Supremo por causa do prazo), pra Deus eu já apelei e agora vou me socorrer com os amigos que queiram ajudar a que o blog se mantenha livre, independente, e possa continuar oferecendo diariamente informações ao seu público leitor sem medo de ser censurado.

Então, a partir de hoje inicio uma campanha para receber ajuda dos amigos para que possa negociar a dívida dando o máximo que puder de entrada e parcelar o restante (menor parte) em prestações que me permitam não ter dor de cabeça.

Fiz campanhas publicitárias para alavancar o blog e sempre tive a ajuda dos amigos leitores. Sei que dessa vez poderei conta mais uma vez com a colaboração de vocês para que esse espaço independente se mantenha vivo e à serviço dos seus milhares de leitores diários.

Desde já, nossos sinceros agradecimentos.

Luis Cardoso

Editor do Blog

Obs: a conta do blog ficou no banner de cima.

Nenhum comentário:

Faça seu pedido de amizade no FACEBOOK...

Click na imagem...